Niterói Trail Running – Caminho de Darwin

Relato enviado pelo correspondente Trail André Agualuza, o Cake.

No dia 10 de maio rolou a Trail Running a primeira das três etapas do Circuito de Corrida da Nit2Sports, todas as etapas serão realizadas em Niterói e essa primeira foi no Bairro chamado Engenho do Mato, um bairro mais pra linha rural, com bastante Haras, um Quilombo e o local onde foi à corrida, conhecido como Caminho de Darwin que faz parte também do Parque Estadual da Serra da Tiririca.

largada

Entrega dos Kits

A entrega dos kits foi realizada em dois dias, na sexta, dia 08, no Rio na loja Barcellos Sports de Ipanema, onde facilitou para os atletas do Rio e no dia 09, em Niterói no Sam’s Club, na Rodovia Niterói – Manilha, um local de fácil acesso até para quem vinha do Rio, porém alguns moradores de Niterói não gostaram por ter que atravessar a cidade toda, o ponto positivo é que o local tinha um amplo estacionamento que facilita muito hoje em dia.

Eu fui retirar os Kits de um grupo de corrida e de mais alguns amigos do Rio, os kits do grupo já estavam separados e tudo certinho e dos amigos foi rápido e eficiente, parabéns para as meninas da entrega do kit, ótima organização.

O kit

Composto de camiseta, número de peito, quatro alfinetes, panfletos informativos e de propaganda, um kit básico, porém se for comparar com o valor da inscrição (O valor do primeiro lote foi de R$ 60,00), estava ótimo.

A Prova

Além da prova principal, tivemos também a corrida kids, nessa corrida a criançada pode dar seus primeiros passos nas corridas. A prova principal teve duas distâncias, 9 km e 18 km e a largada das duas categorias ocorreu no mesmo horário, às 08h30min.

corrida

Saímos do Haras (local da largada) e pegamos uma estrada de terra (Estrada do Vai e Vem) e com menos de 1 km já começou a primeira subidinha chegando a quase 130 mts de altitude e apesar o sol, o mesmo não nos castigou muito, pois o percurso foi quase todo coberto pela vegetação local, em compensação durante a semana tivemos chuva e a estrada ficou com alguns pontos com poças d’água, lama e escorregadio, dando mais emoção a corrida, cheguei a presenciar pessoas perdendo os tênis na lama, rs.

corrida2

No final dessa descida estávamos em outro município, no bairro Itaocaia que faz parte de Itaipuaçú. Fizemos praticamente uma volta no quarteirão e voltamos pela mesma subida da estrada do Vai e Vem e retornarmos ao ponto de largada, o Haras, onde os atletas da corrida de 9 km finalizavam sua participação e os atletas dos 18 km partiria para a segunda parte da corrida.

Essa segunda parte foi diferente, ao fazer o contorno dentro do Haras, partimos em direção a Rua Itália, simplesmente uma subida de estrada acidentada com quase 120 mts de altitude e logo pegamos uma estada o continuamos a subir e passamos por trilhas abertas e trilhas fechadas bem técnicas, passamos por dentro de uma propriedade particular também e atingimos o ponto mais alto da prova com quase 175 mts de altitude e assim corremos em uma estrada de chão até um ponto de verificação, não com tapete de leitura de chip e sim com a entrega de uma espécie de prendedor de cabelo, onde virou uma pulseira, assim, descemos a Rua Itália e retornamos até a linha de chegada.

Minha Participação

Confesso que tenho “matado” alguns treinos, mas também confesso que não posso ficar de “mimimi”, pois sei que sou um “pangaré”, rs, um corredor mais lento… A primeira parte da prova eu até me achei bem, porém na segunda parte eu senti muito, cheguei a comentar com os amigos que subestimei a prova, não achei que seria tão “pesada” como foi, tivemos uma altimetria acumulada com um pouco mais de 500 mts, caminhei em algumas subidas e cheguei a parar uma vez para descansar e também parei nos postos de hidratação, assim fechei a prova com 2:02:10 hs.

eu

Elogios e Melhorias

No meu ponto de vista, faltou hidratação e mais banheiros na largada, já na chegada a hidratação deixou a desejar, usaram o sistema de galões de 20 litros, com isso tumultuou, eu, por exemplo, não bebi água na chegada, usei um copo que peguei no último posto de hidratação e por falar em posto de hidratação, achei que foram ótimos, não lembro ao certo quantos foram, mas todos com água gelada e lá pelo km 10,5 tinha um posto que além da água, tivemos frutas e refrigerantes, pegamos esse mesmo posto na volta do percurso, lá pelo Km 13.

Um amigo que ficou entre os cinco primeiros da prova de 18 km, reclamou da marcação do percurso, eu como sou mais lento, fica mais fácil, pois a trilha acaba sendo formada pelos primeiros colocados e só vamos seguindo, mas acredito que por causa da alteração do percurso, devido ao INEA não autorizar o percurso original, acabou ficando complicado fazer uma nova marcação.

A premiação por faixa etária de 10 em 10 anos achei um ponto negativo, alguns organizadores falam que não tem a premiação de 5 em 5 anos devido ao gasto com troféus e medalhas, os atletas reclamaram e em minha opinião, nem precisa de medalha ou troféu, um diploma impresso alusivo à colocação e a prova já está de bom tamanho e dessa forma deixaria mais atletas felizes e mais empolgados.

Resultados TRAIL RUNNING:

18K Masculino

1° – Auderi Duarte – 1:13:32
2º – Paulo Roberto da Silva – 1:17:24
3º – Messias Vargas – 1:24:52
4º – Genilson Mendes – 1:25:02
5º – Bruno Vianna – 1:25:50

18K Feminino

1ª – Stefanie Rodrigues – 1:38:23
2ª – Ana Carolina Figueiredo – 1:40:20
3ª – Ana Paula Rubem – 1:40:45
4ª – Soledad Omar – 1:41:39
5ª – Silvia Moreira – 1:42:22

9K Masculino

1º – Victor Simas – 38:42
2º – Edivaldo Ferreira – 38:50
3º – Jovane Gonçalves – 38:55
4º – Lucas Max – 40:11
5º – Walmir Soares – 40:43

9K Feminino

1ª – Bruna Ramos – 44:21
2ª – Alessandra Batista – 44:52
3ª – Maria Isabel Soares – 49:40
4ª – Tati Pinho – 50:09
5ª – Aline Abdu – 51:27

A segunda etapa será a Off Road Run, vai rolar no dia 02 de agosto na Vila Progresso tendo a corrida Kids, 10 Km e 21 Km, não percam!

Maiores informações: http://www.nit2sports.com.br/

Deixe seu comentário