Post #2: Mini-guia para corredores-viajantes em Buenos Aires

Como vocês sabem, convidamos a Dani Germano, que é super apaixonada por Buenos Aires, para montar para os leitores do Corrida Urbana um mini-guia com dicas incríveis da cidade. 

O post de hoje é o segundo de uma sequência de três posts (o primeiro você pode acessar clicando aqui) e se trata de um guia escrito por uma corredora de rua para para todos aqueles que também são apaixonados por correr e viajar. Tá curioso, chico? Então vem com a gente! 🙂

Dani Germano em Buenos Aires

#2 POST

CORRIDA

Talvez, esse seja o post preferido de vocês desse mini-guia! Não me chamo Dani se não falar de corrida. Uma das minhas primeiras Meias foi em Buenos Aires e pretendo voltar no ano que vem para correr os 42k – mas isso ainda é segredo e fica só entre nós, leitores do Corrida Urbana! Falando sobre provas, a 21k Buenos Aires tem organização impecável e acredito ser assim em todas as distâncias. Dos 42k aos 5.2k, sim, a prova não se ressume a 21k e 42k!

Então, inevitável não levar um bom tênis dentro da mala e dar aquela olhada básica se acontece alguma corrida por lá durante a viagem e mesmo que não role, Bue tem lugares incríveis pra correr! Cada centímetro dos Bosques de Palermo são lindos e a cidade é repleta de ciclovias – rola correr ao lado dos 130 km de ciclovias que, por Bue, são destinadas às bikes.

CLUB DE CORREDORES

Na minha última ida, fiquei em Belgrano – um bairro bem mais residencial – que dá endereço ao Club de Corredores, onde acontece a retirada dos kits de algumas provas. O Club de Corredores é a empresa líder em organização de provas de aventura e de rua na América Latina. São mais de 25 anos de experiência realizando eventos esportivos com estrutura única a nível mundial. Eles tem a missão de proporcionar um serviço integral aos corredores e isso inclui desde a informação de provas que acontecerão no país e internacionalmente até organizar suas próprias provas. São mais de 80 eventos esportivos por ano! As provas mais reconhecidas que são organizadas pelo Club de Corredores são: Carrera Maya, Boca 12KM by Gatorade, Energizer Night Race, Fila Race, Carrera de las Chicas, Unicef, Carrera Cartoon, Buenos Aires Roller, River e Montagne 15K, enquanto nos circuitos de aventura, se destacam El Cruce Columbia, El Raid Columbia, Tour Internacional de la Patagonia, Circuito Adventure Race e The North Face Endurance Challenge.

No ano passado, corri a Montagne 15k! A corrida tem todo o percurso pelos Bosques de Palermo e valeu muito a pena. Não lembro o valor exato, mas a inscrição custou bem menos que a maioria das provas pelo Brasil e vinha muita coisa no kit. Comidinhas de mil e um patrocinadores, gel e uma daquelas pochetes pra levar celular, identidade e um dinheiro enquanto corremos, sabem?! Essa pochete é tão boa que eu uso em todos os meus treinos e provas até hoje e ela segue impecável! A blusa da prova tem uma ótima qualidade, mas preciso ser realista e dizer que a medalha é uma das mais feias que tenho! Ainda assim é uma das mais especiais! Esse ano, essa prova acontece no dia 12 de novembro. Bue é bem como o Rio: tem prova em algum lugar todo domingo! Vale dar uma pesquisada no clubdecorredores.com.

Dani Germano e Guilherme Leporace em Buenos Aires

ATESTADO MÉDICO

Detalhe importantíssimo, como deveria ser no mundo inteiro, é obrigatório apresentar atestado médico para a retirada do kit de provas com distâncias a partir de 5k! Muita gente tem dúvida sobre ser válido levar atestado do Brasil e, bem, eu nunca tive problemas. Rola uma tradução rápida do que está escrito no atestado e pronto!

CORRER PELA CIDADE

Além de participar de alguma prova, vale muito entrar em sintonia com a cidade correndo por ela. Cheguei a correr de Belgrano a Puerto Madero fazendo paradas estratégicas em alguns pontos, lojas, ruas que me chamavam atenção e foi uma experiência turística muito legal e diferente! Tinha a impressão de que estava fazendo parte de tudo o que acontecia pelo caminho e nada melhor que viajar e ser capaz de se sentir parte da cidade! Portanto, vão correr, caminhar. Usem o máximo possível das pernas para conhecer Bue!

NRC

Tudo bem. Vamos falar do NRC. Na sua cidade tem Nike+ Run Club? No Brasil, o clube está no Rio e em São Paulo, mas vale muito a experiência mesmo se você já se considerar PHD em se inscrever assim que as vagas abrem – aqui no Brasil o negócio é loucamente disputado e as vagas terminam num piscar de olhos.

Ano passado, lembrei do NRC em versão argentina! Eu, viciada em Instagram que sou, já conhecia uma boa quantidade de pacers e coachs graças a essa maravilha chamada internet. Foi bem tranquilo se inscrever, mas fizemos isso assim que as inscrições ficaram disponíveis no app. É possível se inscrever através do app ou pelo próprio site da Nike argentina. Além dos treinos de corrida, rolam treinos funcionais e de futebol – nesse caso, o Maradona acaba ganhando da gente!

Cheguei lá meio assim…Tímida – e, longe de ser proposital, já que na última viagem tive o apoio da adidas – e de adidas da cabeça aos pés, mas ninguém me olhou torto, pelo contrário a grande maioria dos participantes não usavam absolutamente tudo da marca! É obrigatório assinar um termo de responsabilidade e levar um documento de identificação, pode ser o RG ou o passaporte. Em seguida, você escolhe a distância e o ritmo do treino que pretende participar e, então, é ir correr com a galera!

Argentino corre muito e rápido, viu?! E corre em qualquer lugar! Lembro de ter comparado as distâncias e os “paces” disponíveis por lá com os daqui e fiquei bem impressionada.

Recepcionaram a gente muitíssimo bem, na chegada tinha isotônico de maçã, alongamento com o pacer – a grande maioria é estudante ou formado em educação física – e acabamos saindo de lá meio assim.. Nos sentindo hermanos! Foi bem bacana participar de um treino de corrida fora de casa e, ainda assim, se sentir muito, muito em casa! Sem dúvidas, é algo que eu participarei de novo quando for a Bue matar as saudades.

RUNNING BA

Recoleta, Palermo, Puerto Madero e Centro: tem circuito de corrida! É necessário se inscrever pelo site, sí, chicos, os circuitos são totalmente gratuitos e reza para não chover, porque eles se suspendem por chuva!

Na Recoleta, os treinos acontecem no 1º sábado, no 3º domingo e no 5º sábado de cada mês às 10h. O ponto de encontro é no Centro de Atenção ao Turista Florida, que fica na famosa calle Florida e tem 6k de percurso passando pela Praça San Martin, Parque Thays, Museu Nacional de Belas Artes, Cemitério da Recoleta, Hotel Alvear – que é tipo o Copacabana Palace de Bue! –, Embaixada da França e Edifício Kavanagh. O idioma é o espanhol, mas juro que dá pra entender!

No maravilhoso bairro de Palermo – não consigo me segurar, gente, é muito amor por esse bairro! –, os treinos acontecem no 2º sábado e no 4º domingo de cada mês com horários de março a novembro às 10h e de dezembro e fevereiro às 09h! O ponto de encontro é no Centro de Atração ao Turista Lagos de Palermo e tem 7k de percurso passando pelo MALBA – Abaporu, a pintura a óleo da artista brasileira Tarsila do Amaral está exposta nesse museu, Jardim Japonês, Planetário, Rosedal de Palermo, Monumento aos Espanhóis, Museu de Arte Decorativo, Museu Nacional de Belas Artes e Faculdade de Direito.

No Centro, o circuito rola no 2º domingo e no 4º sábado de cada mês com horários no mesmo esquema de Palermo. O ponto de encontro é no Centro de Atenção ao Turista Plaza do Correio HUB e tem percurso de 7k passando pelo Obelisco, Catedral Metropolitana, Casa Rosada, Edifício Libertador, Paseo de la Historieta, Manzana de Las Luces, Cabildo, Café Tortoni, Palácio Barolo – lembram que falei dele no post #1? –, Congresso da Nação, Teatro San Martín e Palácio de Justicia.

Não sei exatamente o motivo, mas Puerto Madero é um bairro que considero pouco explorado pelos turistas. Assim, todo mundo tem foto ali na redondeza da Ponte de la Mujer, mas sei que pouca gente sabe que esse bairro é todo dedicado as mulheres. Os circuitos por lá acontecem no 2º sábado, no 1º e no 5º domingo de cada mês com horários naquele mesmo esquema de ser mais cedo nos meses mais quentes. São 6k passando pela nossa famosa ponte, Parque Mujeres Argentinas, Monumento ao Tango e Monumento a Fangio, Igrejia Nuestra Señora de la Esperanza, Reserva Ecológica, Glorieta, Museu Fortabat.

Os circuitos tem aproximadamente duas horas, desde o aquecimento até o alongamento final, com paradas para conhecer a história de cada ponto turístico. Eu acho irado #prontofalei! Estes circuitos são guiados por professores de educação física da Sub Secretaría de Esportes da cidade e duram aproximadamente duas horas, desde o aquecimento até o alongamento final, com paradas breves nas quais se conhece a história de cada uma das atrações. No fim, tem isotônico para hidratar!

¡Pronto continúa! 

Um beijo, Dani Germano


Nos próximos dias publicaremos a terceira e última parte deste post! Até lá você pode acompanhar a Dani Germano nos seguintes locais:
blog Zerovinteum
Instagram || Facebook
contato@blogzerovinteum.com

Deixe seu comentário