Kinesio Tape, que é e para quer serve as fitas coloridas nos atletas?

Por Rafael Sepeda

Quem nunca viu e achou curioso aquelas fitas coloridas que muito corredores usam? Aplicadas nas mais diferentes parte do corpo, elas andam fazendo sucesso entre os atletas. Mas o que são e para que servem? Nosso parceiro, o fisioterapeuta, Rafael Sepeda, explica e alerta para o perigo da aplicação por pessoas sem curso ou  habilitação para tal.

Kinesio

O método kinesio taping foi criado pelo Dr. Kenzo Kase na década de 70, no Japão, com o objetivo de ser um recurso terapêutico auxiliar nos tratamentos de dores e lesões musculares entre as suas sessões de Quiropraxia.

A Fita Elástica é uma bandagem terapêutica que promove estímulos sensoriais e mecânicos duradouros e constantes na pele. Esta bandagem mantém a comunicação com os tecidos mais profundos, através de diversos receptores encontrados na epiderme, derme e outros tecidos sensoriais como o próprio músculo.

Estas informações produzem vários efeitos, tais como: Diminuição da dor e da sensação de desconforto, promove suporte durante a contração muscular, reduz a congestão do fluxo linfático, assim como a diminuição do extravasamento sanguíneo subcutâneo, auxilia nas correções dos desvios articulares e entre outros benefícios.

O sucesso terapêutico não está relacionado somente ao material da bandagem, mas principalmente à avaliação, ao diagnóstico e, consequentemente, à aplicação específica. Dependendo do tecido envolvido (tendão, ligamento, músculos, inervações, etc), a tensão aplicada, o sentido e a posição corporal podem ser diferentes em cada caso. Portanto, a busca de um profissional que tenha a formação oficial no método é essencial.

Perigos da aplicação por pessoas não habilitadas

Aplicação errada;
Não ter o efeito desejado;
Diminuição da durabilidade das fitas aplicadas, riscos de agravar dor e lesão e FERIMENTOS graves em Pele.

É verdade também que muitas questões ainda serão esclarecidas cientificamente, porém os efeitos obtidos e alcançados com o método e os depoimentos e agradecimentos dos atletas nos mostram que efeito não é PLACEBO!

assinaturacolaboradorsepeda

Imagens: Google e Rafael Sepeda

1 Comentário

Deixe seu comentário