1ª Etapa Golden Four Asics – RJ – Eu Sou 1:49:57

Siga o Corrida Urbana no Bloglovin

Quando falavam que esta era uma das melhores meia maratona do Brasil eu desconfiava, mas depois de correr os 21.0975 metros da Golden Four Asics eu posso afirmar que realmente esta prova é incrível.

Valeu Aline pela foto!

Focada na performance a prova contou com um percurso escolhido a dedo para que cada corredor pudesse dar o seu máximo. Vamos as avaliações do evento.

Asics Expo Conference

O clima da prova já podia ser sentido no sábado durante a retirada do kit Expo Conference. A Asics montou uma ótima estrutura para receber os visitantes com vários expositores e atrações.

Havia personalização de camisetas, lanche, fotos, massagem, loja de produtos e o teste da pisada Foot ID. Vale ressaltar que os preços na loja eram os mesmo praticados fora da feira, poderia ter rolado um desconto para os visitantes.

Foto por: Golden Four Asics

Outro ponto que achei que pode ser melhorado é o Foot ID, me parecia um serviço excepcional, mas fiquei só na vontade, mesmo chegando cedo as senhas distribuídas não foram suficientes para o número de pessoas que desejavam fazer o teste.

Avaliação da Prova

Pontos Positivos

1 – Hidratação pré-prova muito boa com distribuição de sachês de gatorade específicos para antes do exercício; No pós-prova foi distribuído um gatorade que deve ser muito bom para o organismo porque com gosto parecia de remédio;
2 – Largada pontual;
3 – Percurso totalmente sinalizado e com hidratação a cada 3km;
4 – Lanche pós-prova e serviço de massagem;
5 – Medalhas diferenciadas para o Top 100 masculino e Top 20 feminino.

Pontos de Melhoria

1 – Os postos de hidratação deveriam estar dos dois lados da rua e o gatorade podeira ser colocado em saches (sacolé), pois tomar no copo é quase impossível correndo;
2 – A medalha poderia ser dourada como nos anos anteriores que foram muito mais bonitas, mas serve de incentivo para ser Top no próximo ano.

Minha Participação

Só posso dizer que saiu tudo como planejado, melhor impossível. Como já falei esta era minha prova alvo para esse primeiro semestre. Desde que entrei para a Speed Assessoria Esportiva meus treinos foram focados na Golden Four.

Foto por: Golden Four Asics

Minha meta era ser sub 1h50min, fui toda prova administrando pelo gps meu ritmo até que chegou a subida do viaduto do Joá, curta e sofrida, onde meu ritmo diminuiu muito. Fim da subida e iniício do túnel, confesso que passar por ele não foi uma das coisas mais agradáveis, era uma mistura de sentimentos e sensações que davam forças para sair dali o mais rápido possível.

Na fim do viaduto do Joá tinha uma bela decida que terminava no quilometro 20, acelerei o máximo que consegui, mas na passagem da placa de 20K a panturrilha direita travou e comecei a mancar querendo parar, mas um senhor que veio atrás falou: “Quebrou, mas não para não, acelera que tá chegando.” Não existia escolha era correr ou correr, a esta altura já tinha desistido da minha meta.

As dores, o cansaço e a vontade de parar eram grandes, porém quando se chega na curva final de frente para a praia e visualiza a placa de 21K, tudo que se passou fica no esquecimento e forças surgem para completar a prova.

Como cena de filme, vi que faltava poucos segundos para 1hora 50 minutos era tudo ou nada e lá fui para o sprint final. Paro o cronômetro, olho pro relógio e vejo 1:49:55, penso que não deve ter dado porque sempre tem uma diferença no tapete. Realmente teve e o tempo oficial foi de 1:49:57. A felicidade de receber aquela mensagem no celular horas depois de chegar em casa estando morto de cansaço e as dores aparecendo é indescritível.

Fiquei muito feliz com o resultado, agora é recuperar e voltar para os treinos. Tenho o revezamento da K21 Arraial do Cabo e a corrida da ponte em maio.

Agradecimentos

De praxe tenho que agradecer a várias pessoas: Letícia da Iguana Sports, Erik e Cíntia da Asics, Speed Assessoria Esportiva, em especial Isaac, Nati (treinadora pode preparar as próximas planilhas), Chico e Alan, o pessoal de Niterói que finalmente combinou e se juntou para correr, Gabriel, Carlos, Quintanilha, Cake, Wladmir, Douglas entre outros que me desculpem não lembro o nome. E agradeço principalmente a Ursula por sempre me apoiar e me acompanhar.

33 Comentários

  1. Caraca, malandro. Mandou muitíssimo bem!

    Parabéns pelo objetivo (bem desafiador) conquistado! Sub 1h50′!!!!

    Essa também é a minha meta para a Golden 4 etapa SP. Faltam pouco mais de 3 meses, e já comecei (agora em abril) os treinos específicos visando essa prova.

    Mas, voltando ao que interessa: parabéns, Victor, pela baita conquista.

    Abraços, boa recuperação e bom retorno aos treinos!
    Brunno – http://movidoaendorfina.wordpress.com

  2. Oi Victor,
    Parabéns! Esse seu tempo é meu sonho de consumo. Vou lutar para ser sub 1h50 na etapa SP. Ainda tenho de treinar muito, mas estou animada. Abração

    • Ju, esse tempo vai ser fichinha para vc. Esses longões que vc vem fazendo me deixam com inveja e ainda correr no outro dia.

      Eu estou com as pernas pesando 200kg.

      Agora vou treinar para a meia maratona do rio fazer sub 1:45.

      Abraços.

      • Não posso reclamar dos longões, em breve estarão na casa dos 30km, hahahaha. Na verdade eu gosto deles. rsrsrsrs. Estarei lá na meia do Rio, mas acho que até lá não vem o sub 1:50 não, mas quero chegar perto para tentar bater o tempo em SP. Se conseguir no Rio melhor ainda. 🙂 Abração

  3. Legal Victor, parabéns pelo excelente resultado!

    Eu fiz também e como era a minha primeira meia, sendo que eu treino somente há 8 meses, tinha como objetivo 2h15′, mas infelizmente as dores não deixaram que eu conquistasse o tempo e fechei em 2h21’14”.

    Mas está bom, para quem há 8 meses atrás não conseguia correr 10′ e tinha 30 kg a mais outras provas e desafios virão.

    Parabéns de novo pelo resultado e pelo Blog!

    abs

    • Thiago, Mandou muito bem, pessoas como vc que mostram como a corrida é motivadora. Minha primeira meia fiz em 2:23, quebrei no km 16.

      Treinei para esta prova desde janeiro, mesmo assim estou cheio de dores.

      Valeu e continue acompanhando.

      Abraços.

  4. Parabéns pela conquista!
    É lindo ver na corrida pessoas como esse senhor, com o verdadeiro espírito de corredor: Não para, não!”.
    Eu busco sempre fazer isso em todas as minhas provas, por todas as pessoas que eu passo, me incentiva mais a continuar, além de provavelmente incentivar as outras pessoas.
    Mais uma vez, parabéns pelo seu resultado!!

  5. Boa Victor…. lembro que eu falei que a difereça entre o GPS e o tempo oficial é e 2, 3 segundos e vc vibrou, pois ainda ficaria abaixo de 1:50 hs… parabéns novamente, um dia eu chego lá… Por enquanto EU SOU 2:00 hs….
    Ponto positivo tb da prova era as mensagens a cada Km, sempre dando uma força extra e os cronômetros tb durante a prova…
    Valeu, até domingo na próxima corrida…

  6. Victor tirando a dor vc mandou super bem, parabéns pela meta concluída.
    Agora esse gatorade que sabor horrivel no final hein, foi um grande desperdicio que vi muito jogando fora, agora bem que poderiam melhora a medalha em relacao ao ano passado foi feia né, mas serve de estimulo para que o ano que vem corremos para ser uns dos top 100…
    Parabéns camarada,

    Jorge Cerqueira
    http://www.jmaratona.com

    • Grande Jorge, o primeiro gole eu cuspi, pensei que tava estragado, mas depois me falaram q ele daria uma ajuda na recuperação e acabei bebendo tudo. Como parecia remédio deve fazer efeito..rsrs.
      O jeito de ter medalha bonita é chegando na frente. Rumo ao top100.

      Abraços

  7. Vitor!!!! Todo teu empenho foi recompensado com um tempo excelente!!!! Não é p/ qquer um 😉 Adorei teu relato, especialmente a parte em q um desconhecido é capaz de mudar o rumo de uma prova, com apoio e incentivo. Parabéns!!!
    Bjo!
    ps- com tantos relatos positivos sobre a Golden e por amar o Rio, acho q ano q vem estarei aí tb!

  8. Bela prova! Parabens pelos eu tempo. Foi a terceira vez que corro a Golden Four aqui no RJ, inclusive foi a minha primeira meia (em 2011). Quanto ao Gatorade, é uma linha específica. Tem o nº 01 Pre-Prova, o nº 02 Perfromance e o nº 03 Recuperação.. realmente o gosto não e bom, alem de muito doce, mas li nas especificações que tem mais carboidratos que o comum, oq acelera a recuperação. Abç e até a proxima.

  9. Olá Victor,

    Muito legal seu relato da prova (estou rindo até agora do gosto de remédio do Gatorate).

    Eu também estava por lá, foi minha estréia nos 21km, acho que corremos juntos por algum kms, pois nossos tempos foram bem parecidos. Também gostei muito da prova. Tenho 1 ano de corridas, mas já posso afirmar que essa foi uma das melhores.

    Parabéns pelo sub50 e pelo blog, estou gostando muito e vou passar a acompanhar. Tomei a liberdade de linkar seu post lá no relato que fiz da prova.

    Abraços,

    Danilo Confessor
    http://www.confissoesdeumconfessor.com

    • Grande Danilo! Te sigo lá pelo instagram!

      Vou link seu blog aqui nos meus favoritos.

      Gatorade foi ruim, mas acho que fez efeito.

      Como desde novembro de 2011, pouco mais de um ano.

      A prova foi muito boa, mas fiquei muito cansado no final.

      Tenho que treinar mais.

      Grande abraço.

Deixe seu comentário