A Barbie e os nossos ideais físicos impossíveis

A partir de uma impressora 3D, o pesquisador e artista Nickolay Lamm criou uma versão da boneca Barbie baseada nas proporções médias de uma adolescente americana de 19 anos. Com isto, ele conseguiu provar o que todos nós já sabíamos: há grande diferença entre o corpo da boneca e o de uma mulher.

Apesar de possuir um belo cabelo loiro esvoaçante, a Barbie tem outras caraterísticas que dificilmente uma mulher comum possuirá: cintura extremamente fina, pescoço, pernas e braços longos demais e quadris pequenos.

Barbie

As discrepâncias entre os dois corpos são gritantes e destacam como nossos ideais físicos podem muitas vezes surgir na infância, através de algo tão lúdico como um brinquedo. Isso, segundo Lamm, pode acarretar em problemas de autoestima, distúrbios de alimentação e insatisfação com o próprio corpo.

Por isso, a boneca mais famosa do mundo tem sido o alvo de críticas das feministas e de outros grupos de mulheres, que afirmam que ela promove uma ideia doentia da imagem corporal de garotas.

Confira as imagens da boneca feita por Lamm, que possui um protótipo mais baixo, com cintura e quadris mais largos, pernas mais grossas e pés maiores:

BarbieBarbie BarbieBarbie

Particularmente, eu achei a ideia do artista incrível, pois nos faz perceber que não devemos buscar corpos de bonecas, de capas de revista ou de passarela para nos sentirmos bonitas e no padrão, porque estes não refletem a realidade da maioria esmagadora da população.

É óbvio que todos nós devemos praticar exercícios físicos, visto que eles são aliados da saúde, mas não devemos nos esquecer que cada pessoa possui um biotipo físico, que faz parte da nossa genética e não vai mudar.

Você correu e foi para a academia durante toda semana? Que tal no sábado curtir um churrasco com os amigos? Ir no cinema domingo e comer uma pipoca? Participar de um aniversário e comer brigadeiro?

Faça isso e SEJA FELIZ!

Não crie uma meta que a torne uma pessoa chata e infeliz, nem idealize um corpo que lhe tire o prazer de desfrutar bons momentos do dia-a-dia. Aproveite o que há de melhor na vida! =)

Sou como a marca Dove e aposto em mulheres reais! Acho um saco pessoas que se vangloriam por nunca comerem uma pizza de vez em quando, por exemplo, e se acharem o grau máximo da disciplina e da beleza. Tô fora! =P

Você pode ser uma boa corredora e ser muito feliz com o seu corpo do jeito que ele é. Uma coisa não exclui a outra, elas se complementam.

E aí, o que vocês acharam dessa versão da Barbie?

Beijos, Ursula ♥

Fonte: nickolaylamm.com

4 Comentários

  1. Ursula, eu amei o novo desenho da Barbie. E achei o estudo fantástico. Achei a boneca até meio brasileira, estilo boazuda. Que bunda é essa?hahahaha
    Mas, falando sério, tudo preciso de equilíbrio. Dá sim para comer um pedaço de pizza, uma pipoca sem culpa. Basta, estar com os treinos em dia e maneirar nas porções.
    Bora correr e viver de bem com a vida.
    Beijos
    Helena
    correndodebemcomavida.blogspot.com
    @Correndodebem

    • Oi Helena! Concordo com vc, a boneca tem o padrão brasileiro de bumbum! rs
      E sim, precisamos do equilíbrio sempre, mas nada de sacrifícios que nos tornem pessoas infelizes.
      Vms correr e ser feliz! 🙂
      Beijokas

  2. Ursula muito boa a postagem, bom quando estava obeso fui radical cortei tudo que engordava, hj já não sou que nem antigamente, abuso das iguarias…hehehe…Mas ainda bem que quando abuso no outro dia já queimo tudo nos longóes….mas tem gente que é radical mesmo…Alguns nutricionistas dizem que pode se comer de tudo, não em quantidade mas menos coisas…O negócio é ser feliz…Valeuuuu

    Bons treinos,

    Jorge Cerqueira
    http://www.jmaratona.com

Deixe seu comentário