Avaliação Mizuno Wave Sayonara

Há tempos estava querendo usar o Mizuno Wave Sayonara, não sei se era pela sua beleza ou pelas várias opiniões positivas que li. A seguir minha avaliação, onde listo as tecnologias e minhas impressões.

mizuno_wave_sayonara

Primeiras impressões

No primeiro contato com o Mizuno Wave Sayonara pude perceber que se tratava de um tênis extremamente leve com um design espetacular, o desenho no cabedal (parte superior do tênis) deixou o modelo super estiloso. Notei, também, que ele é um pouco mais bicudo que outros tênis da Mizuno.

Tecnologias

O Mizuno Wave Sayonara foi um dos primeiros modelos a contar com a nova tecnologia, U4ic (Euphoric), na entressola, que é cerca de 30% mais leve que o EVA comum. O U4ic também contribui para uma maior absorção de impacto, além de deixar o tênis mais macio.

mizuno_wave_sayonara_u4ic

O cabedal não possui costuras, o que é muito bom para os pés. Quanto menos áreas de atrito, menos chances de aparecerem bolhas. Eu, por exemplo, que sofro muito por causa delas, fiquei muito feliz com essa novidade.

capa_mizuno_wave_sayonara

O solado conta com a tecnologia G3, que são pontos de borracha que dão uma maior tração em vários tipos de terrenos. Não corri em trilha com ele, mas acredito que o G3 ajude a evitar alguns escorregões, onde outros tênis de asfalto não segurariam.

solado_g3_mizuno_wave_sayonara

Minha Avaliação

Eu sou fã assumido dos tênis da Mizuno, o Pro Runner é um modelo que também utilizo regularmente. Um dos diferenciais da marca, que no meu caso é essencial, é a parte da frente mais larga. Os dedos não ficam espremidos, dando um ajuste perfeito no pé.  A flexibilidade do Mizuno Wave Sayonara é um ponto a ser destacado.

Fiz treinos na esteira, no asfalto, em estrada de terra e além de um treino forte de subida e descida, totalizando cerca de 40 quilômetros. Em todos os treinos senti muito conforto e estabilidade, o pé não esquentou e a leveza, nas suas cerca de 240g, foi um diferencial.

Tenho gostado bastante de tênis mais baixo, mesmo com seu drop de 10mm (drop é a diferença de altura entre uma ponta e outra do calçado).Senti bem o solo durante a corrida, o que proporciona uma melhor resposta durante a pisada.

lateral_mizuno_wave_sayonara

Segundo a Mizuno, o Wave Sayonara pode ser usado por diferentes tipos de corredores, mas deve ser levado em conta a menor quantidade de amortecimento. Portanto, se você está acima do peso ideal, ou pouco treinado, use-o com moderação.

Especificações Técnicas

Nome:  Tênis Mizuno Wave Sayonara
Indicado para: Corrida
Categoria: Leveza
Terreno: Rua ou Esteira
Tecnologia: AIRmesh, Dynamotion Fit, U4ic,G3, X10
Pisada: Neutra
Peso: 234 g (o peso do calçado varia de acordo com a numeração.)
Preço Sugerido: R$399,90

Origem das informações: Mizuno

Avaliação final

Gostei muito do Mizuno Wave Sayonara, ele é excelente para treinos não tão longos, até uns 15km, depois disso acho que o pouco amortecimento pode fazer falta. Irei alternar os treinos para a maratona com ele e outro tênis com mais amortecimento, a princípio o Mizuno Wave Pro Runner 16.

O Mizuno Wave Sayonara foi adquirido com recursos próprios e a Mizuno não teve qualquer influência sobre esta avaliação.

Alguém aí também tem o Sayonara? O que acham dele?

12 Comentários

  1. Victor antes de mais nada parabéns pelo blog, muito bom ter a disposição material de qualidade para compartilhar sobre coisas que agente se identifica! Sou corredor iniciante (tipo, 5anos) e também me impressiono com o design do Sayonara, sensacional. Troquei de tênis agora e fiquei em duvida entre ele e o Pro runner 16, acabei usando a “razão” kkk, fiquei com o Pro runner (design + desempenho), não me arrependi, é o melhor tênis que já usei; mas confesso que esse estiloso ai ainda mexe co0mig0o kkk! Bons treinos!

    • Grande Paulo! Muito obrigado, tento escrever o que gostaria de ler. Não sei se você viu a avaliação do Pro runner, mas no início achei um pouco duro, e hoje em dia é meu tênis de confiança, muito bom mesmo. Ele é o sayonara com mais amortecimento. Mau posso esperar pelo 17. Agora o design do Sayonara é Fo…a! Muito bonito mesmo. Espera uma promoção, acho que deve cair o preço para 299 em breve. Abraços!

  2. Parabéns pela iniciativa de compartilhar suas experiências com a gente. Isso é muito importante, principalmente para aqueles que estão começando nas atividades físicas.
    Mais fundamental do que ler a respeito de pisantes, é saber qual é o seu tipo de pisada para poder escolher os tênis corretos dentro do palheiro de modelos e fabricantes que estão no mercado atualmente. Você pode procurar profissionais ou laboratórios para fazê-lo. Ou ficar de olho nas corridas em sua cidade, uma ou outra, patrocinada por algum fabricante, irá disponibilizar gratuitamente o teste. Algumas lojas em SP e Rio também o fazem. Outra opção é o teste disponibilizado no site: http://www.myprecisionfit.com. De posse do resultado do teste, você está livre para escolher o modelo e o fabricante.
    Não foi o que aconteceu comigo. Lá em 2007, sem ainda ter noção desse detalhe, achei bonito e comprei um Mizuno Wave Creation 7. O resultado: um único treino de 17 km, tornozelos e joelhos destruídos. Procurei averiguar, acabei fazendo um teste de pisada e descobri que ele acentuava a minha pronação, ao invés de corrigí-la.
    ENTÃO, ANTES DE COMEÇAR A CORRER OU CAMINHAR, DESCUBRA A SUA PISADA, assim você não compra LOBO por ovelha!
    ===
    Que bom que estás aprendendo a admirar os pisantes dessa marca.
    Pronador, sou fã “assumidaço” da Mizuno. Falavam-me muito dos tênis da Asics. Então lá fui eu experimentar o Kayano, juntando-o aos meus Wave Nirvana no circuitos de treinamentos semanais em 2008. Eram 4 treinos por semana para 3 tênis, logo um deles sempre desfilava 2 vezes: uma sendo o longão – desta forma, a cada 3 semanas todos tinham rodado 4 vezes.
    O veredito
    O Kayano recebia o pé com todas as pompas; já o Nirvana era mais comedido. No entanto, depois de um tempo rodando, o solado do Kayano tomou a forma do meu pé e o sistema de amortecimento pediu aposentadoria. Um outro Nirvana assumiu o lugar e nunca mais abandonei a marca.
    Tenho vários pares: para treinos rápidos, de manutenção ou longos; e outros para provas. Atualmente o plantel está com 9 pares e pretendo incluir mais um modelo.
    Tenha certeza de que G1, também usado no Elixir, se sairá muito bem nas trilhas, secas ou enlameadas. Com o final desta franquia na versão 8, estou monitorando para saber quem será o novo escolhido. Wave Inspire, Prime ou Sayonara.
    Tratei de mudar minha aterrizagem em 2013, assim pretendo substituir um dos modelos de prova pelo Universe 5 (um dos modelos de corrida com amortecimento mais leves do mundo: ~85 g).
    FAÇA O TESTE, ESCOLHA O PISANTE E JUNTE-SE AOS VICIADOS EM ENDORFINA.
    #BoraLá

    • Joe, bom dia, tudo bem?

      Muito bom sua opinião!

      Cara, sou meio pé atras com esses testes, já fiz uns 4, até em clínica de fisioterapia, cada hora deu um resultado diferente. Hpje em dia eu aposto nos tênis neutros e estou muito bem com eles.

      A mizuno me conquistou por causa da “caixa dos dedos” tenho o pé largo na frente, e com os da marca não tive mais problemas com bolhas e sinto um conforto absurdo.

      Estou adaptando minha pisada com o antepé, tenho sentido um rendimento melhor, ainda sinto umas dores musculares por causa da mudança.

      Sinto inveja de quem se dá bem com os Asics, o único que gosto é o Blur33, super leve, já fiz até uma meia maratona com ele.

      Da nike os unicos que tenho são da série Free, ótimo para treinos de tiro, sinto bem o pé no chão, mas esse tenho sempre que comprar um número maior, senão me aperta os dedos.

      Enfim, tênis bom para mim são aqueles que a pessoa se sente bem, não adianta eu falar q é bom, mas quando você põe no pé sente desconforto.

      Grande abraço.

  3. Olá Amigos Corredores, aqui vou eu!!!

    Sou um iniciante e entusiasta no assunto de corridas urbanas, com apenas 2 anos de prática. Também sou usuário de um Sayonara a 2 1/2 meses pelo qual fiquei aguardando os longos 3 meses (senão 4) desde o seu lançamento até a chegada no Brasil. o Design foi o que me primeiro conquistou e quando o calcei e que percebi que ao final do treino as costumeiras dorzinhas do calcanhar que eu sentia não me incomodavam, abri aquele sorriso. Já o usei na rua e na academia (de 2ª a 6ª, dando cacete nele de proposito para ver a durabilidade!!) e nesses pouco mais de 60 dias de uso ele já começa dar sinal da sua verdadeira vocação: ser o 2º tênis, aquele usado no final de semana.

    Faço tal afirmação pelos prematuros sinais de desgaste, ao meu humilde e modesto entendimento do usuário final. Pequenos descolamentos já ocorreram, tanto no solado como na lateral. Mas o que me chamou mais atenção foram os sinais de fadiga da entre-sola na região do calcanhar, que já estão com pequenas deformações.

    O pisar ainda continua confortável. A sensação gostosa de terminar os treinos sem incômodos ainda é proporcionada. Contudo, acho que poderia aguentar mais o tranco. Tive um Creation 13 que o batizei de “tanque de guerra” de tão resistente que ele era e foi com essa expectativa que deixei meus Adidas e voltei para a Mizuno.

    Enfim, o recomendaria sim sem nenhum problema. Todavia, avisaria ao interessado sobre o que aconteceu com o meu.

    Parabéns ao blog pela iniciativa, continuem nos ajudando com todas as digas e colaborações que o Corrida Urbana tem dado àquele que como eu descobriu e se apaixonou por correr.

    Grande Abraço!

  4. Olá, Victor, te sigo pelo IG é a minha primeira visita aqui, sou uma trotadora pq corredora estou longe ainda!!rs
    Fiz uma experiencia oferecida pela Mizuno no #corrapelavida com o Sayonara, confesso que simplesmente ODIEI, ao termino da corrida estava com a parte em que dobramos os pés (não sei o nome) doendo, achei o tennis muito duro, apesar de muito leve, também fiquei com os joelhos, metatarsos doendo, enfim achei a experiencia TERRIVEL , mas foi o que você disse ele tem muito pouco amortecimento e eu senti isso já nas primeiras passadas, ele é lindo mas infelizmente para mim não serve, tenho um Energy Boost que foi a melhor escolha de tennis que fiz até o momento.

    • Valeria, por isso que sempre falo, quem escolhe o tênis é o nosso pé. Por mais bonito que seja, não adianta forçar.

      Eu estou adorando o Sayonara, na Athenas fiz meu melhor tempo nos 10K. E como estou pisando mais com a parte da frente do pé, o amortecimento do calcanhar não faz tanta diferença para mim.

      Meu boost chegou semana passada, e te confesso, é muito macio, completamente diferente do Sayonara. Mas ele me aperta um pouco no peito do pé, espero que ele alargue com o uso.
      Com o boost percebi que o amortecimento maior é no calcanhar, o que já não faz tanta diferença para mim.

      Mas muito bom ouvir os relatos das pessoas.

      Muito obrigado.

      Abraços.

      • Disse tudo Victor…

        Realmente quem tem que dizer o que esta bom é o Sr. pé, ele que manda!!!rsrsr
        Pq para mim quando estou com o Boost no pé me sinto como se estivesse correndo confortavelmente de pantufas e ai bate aquele desespero, que penso toda vez que eu corro CARACA gastei uma nota em tennis, devia ter comprado esse de cara e economizado ou ter todas as cores (coisa de mulher), agora o jeito é revezar com os que tenho e me sentir no céu toda vez que estou com ele!!rsrsr
        Não é um comentário publicitário, até pq a adidas nem sabe que eu existo e só uma declaração de amor ao tennis mesmo, sabe como é neh, hj em dia tem que deixar tudo claro.

        Um abraço e boas corridas.

  5. Eu adoro o Mizuno Sayonara. Ele é muito confortável. Principalmente para corridas rápidas (até 10km).
    Tenho o Nimbus 15 ( da ASICS), que é muito bom para treinos longos. No entanto, considero ele um tênis com pouca flexibilidade. Para provas prefiro o Mizuno Sayonara e já comprei o Sayonara II.rsrsrs
    Também tenho o Mizuno Pro Runner 17, mas acho ele um pouco duro.

  6. Victor sou adepta a corridas longas, meia-maratona e maratona e uso o Nimbus da Asics. Não usei outro ainda mas confesso que o que me chamou atenção foi a beleza e preço do Sayonara. Só não entendi bem se ele é viável pra corrida longa ou não, afinal quase todos meus treinos são longos.

    • Claudia, bom dia, tudo bem?

      Viu a promoção do Sayonara está 175 na netshoes?

      Ano passado eu corri direto com ele, fiz minha melhor marca nos 21K, depois ele rasgou dos lados e tive que mandar para análise e trocar, depois disso comecei a treinar para a maratona e senti a necessidade de mais amortecimento e corri com o Lunar Flyknit da Nike, hoje estou fazendo meus longos com o Ultraboost da adidas, que é um ótimo tênis apesar do preço.

      Eu acho que sair do Nimbus para ele você irá sentir bastante, por experiência própria, tênis Mizuno só fica bom depois de um tempo, no início a maioria é bem duro.

      São sei como são seus treinamentos, mas a Ariane, campeã do IronMan de Floripa corre de Sayonara.

      Espero ter ajudado.

      Abraços.

  7. Olá Victor,
    Corro há 1 ano e hj consigo correr 2x por semana em torno de 6km cada e tb faço musculação 4x por semana.
    Uso um Asics Gel Excite 2, mas qdo o comprei ainda não tinha o interesse em correr.
    Agora estou procurando um novo tênis, poderia me ajudar com alguma indicação?
    Peso 64kg e tenho 1,75cm, e me até agora n me “convenci” sobre artigos sobre pisada supinada, pronada.. então prefiro o neutro mesmo.
    Tenho muito receio com relação a corrida e possíveis problemas relacionados ao impacto, por isso estou preocupado com a próxima escolha.

    Não sou ligado em performace extrema, corro mais como uma forma de treino aeróbico, mas tenho pegado gosto cada vez mais. 🙂

    Este Sayonara seria uma boa indicação? Teria algum outro que indicaria?

    Obrigado!

Deixe seu comentário