Dicas para o pós-prova da Maratona do Rio

Você correu a Maratona do Rio de Janeiro, a Meia Maratona ou a Family Run neste domingo?Do Recreio dos Bandeirantes até a linha de chegada no Aterro do Flamengo, 33 mil pessoas participaram das provas de 42km, 21km (Meia Maratona) e 6km (Family Run).

Nós sabemos que você precisa se recuperar da melhor forma, por isso reunimos dicas fundamentais do #TimedeEspecialistas da Maratona do Rio para você. Confira! 😉

1 – Descanse o corpo! Seus músculos e tendões foram muito solicitados durante a prova, levando a microlesões que precisam ser cicatrizadas. Aproveite a semana para recuperar o corpo, deixando para retomar as corridas no minimo 72h depois da prova. Dê preferencia para outros exercícios aeróbicos como natação ou um ciclismo leve.

2 – Aos que correram 42km, uma dica é a utilização de meias de compressão imediatamente após a prova, mantendo por 48h. Um estudo recente, realizado por pesquisadores australianos e neozelandeses, mostrou que o método promove uma recuperação mais rápida da fadiga muscular dentro de 2 semanas. 

Dr. Sérgio Maurício, Ortopedista formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e cirurgião de joelho formado pelo Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (INTO).

3 – Hidrate-se! Uma forma simples de saber o grau de hidratação pós-prova é observar a cor da urina. Urina muito escura significa desidratação! Consuma líquidos, de forma fracionada, até a cor da sua urina voltar ao normal. Desta forma, você estará hidratado!

4 – Reabasteça seu corpo! Depois da prova, é muito importante restabelecer as reservas de energia do corpo e recuperar a musculatura. Consuma carboidratos (macarrão, arroz, batata, pão, frutas, suco) e proteínas magras.

Roberta Lima, nutricionista da seleção olímpica de judô desde 2003. Esteve na comissão técnica nos Jogos de Pequim-2008, Londres-2012 e Rio-2016.

5 –  As dores usuais são melhores tratadas pela aplicação local de gelo.

6 – Examine os pés após a corrida. As bolhas existentes, após a assepsia da região, devem ser cobertas com  “band-aids”.

7 – Se as dores musculares persistirem após alguns dias da corrida, a melhora será obtida por meio de massagens e alongamento gentil dos músculos afetados. Entretanto, se estiver de modo incomum fraco ou doente, deverá então procurar um médico.

Dr. Paulo Lourega, Médico do Esporte e Diretor médico da Maratona do Rio desde 1987. É membro da Diretoria (Board of Governors) da International Marathon Medical Directors Association (IMMDA);

8 – A rabdomiólise pode ocorrer após o exercício vigoroso, especialmente para quem correu mais do que havia treinado. Ela ocorre por extensa lesão das fibras musculares e é potencialmente grave. Observe sua urina, deve estar clara. Hidrate-se. Caso esteja na cor de refrigerante de cola, busque atendimento de emergência.
 
9 – Seu coração foi um bravo motor durante a prova! Esteja atento aos sinais de alerta que ele pode emitir mesmo após a prova: tonteiras, desmaio, palpitações, dor na região entre o nariz e o umbigo. Caso apresente algum desses sinais, busque atendimento de emergência imediatamente. Nosso Hospital de Campanha está aberto durante toda a corrida.

Fabíula Schwartz, cardiologista, especialista em Medicina do Exercício e do Esporte e uma das médicas da equipe de saúde da Maratona do Rio desde 2010;

10 – Deixe seu corpo livre para sentir a emoção da chegada. Relaxe e deixe a expansão tomar conta de seu pensamento. Sinta , veja , registre , compartilhe o melhor dos seus momentos. Esta é a sua vida! Esta é uma realização pessoal!

 
11 – A história de cada um tem importância no ciclo das conquistas e se renova a cada prova. Sua corrida é um grande aprendizado.

Vanessa Protásio, mental coach, psicóloga clínica e maratonista há 33 anos.

Ainda está cheio de adrenalina por ter corrido domingo? Que tal escolher uma nova prova de corrida de rua para esse semestre? Acesse nosso calendário completo de provas do Brasil clicando aqui.
 
Fonte de informações: Blog da Maratona do Rio
Fonte de imagens: Fotógrafo Alexandre Loureiro e Fotógrafo Thiago Diz – DizzMedia

 

Deixe seu comentário